Henrí Galvão

18 de setembro de 2018

Às vezes duas pessoas podem ter valores tão diferentes que qualquer opinião contrária pode parecer mais que uma objeção.

Acaba parecendo uma provocação – quando não uma conspiração:

Letra:

Vamos supor que essa história toda
Não seja mais que uma grande mentira
De quem conspira pra nos anestesiar

Pois eu daria o braço a torcer
E nada me daria mais prazer
A minha fome é outra
Não dá pra ver?

Vamos supor também que o preço de estar certo
Seja andar quase sempre sozinho
Você ainda ia querer se aventurar?

Eu quase que não tenho condição
De carregar um peso um pouco maior
Mas quem em são consciência
Pode sentir dó de mim?
Anúncios