Henrí Galvão

1 de março de 2018

Desde que subi “Ascendente” pra playlist impermanente (em outubro do ano passado), mudei algumas coisas que me incomodavam na letra.

Além disso, aproveitei pra gravá-la novamente, com uma qualidade superior à primeira versão:

Letra:

Se tento medir as minhas palavras
É porque ainda acho que não digo nada
Que valha o silêncio de quem me ouve

Mas sinto um impulso quase irresistível
De continuar flertando com o perigo
Como um animal sem medo do açoite

Então vem e me diz o que há pra saber
Tenta me alertar e me convencer
O quanto vale a pena se perguntar por quê

Eu sei que você só quer o meu bem
E, se ainda der, quero te agradecer também
Por não me deixar saltar desse trem

Se quiser provar da minha insanidade
Me deixa sozinho de verdade
Tem coisa mais fácil que criar alarde?

É uma perdição ter na ponta da língua
A solução pra qualquer intriga
A chave mágica pra qualquer saída

Mas se eu fosse ao menos escutar os sinais
Aprenderia a olhar pra trás
Sem desperdiçar nem um dia a mais
Anúncios